16 de out de 2011

CURTACONTO


Era um cão labrador. Um guloso. Mas gourmet por excelência. Nunca torcia o nariz para sabores novos. Certo dia abocanhou por inteiro um sabonete Lux. Desde então corre no pátio latindo bolhinhas de sabão.... Cor de pétalas quando fogem.  (161011)

Um comentário:

  1. ówn, tadinho desse labrador, ainda se fosse um sabonete que não ardesse nos olhos.

    ResponderExcluir

Sons do Vale!